top of page
banner avimig interno.jpg

NOTÍCIAS

Cobb-Vantress anuncia novo incubatório e ampliação de granja com investimentos de mais de R$ 70 mi

Em ritmo de expansão, investimentos no país chegam perto de R$ 200 milhões para atender aos mercados do Brasil e da América Latina

A Cobb-Vantress anuncia a construção de um incubatório e a ampliação da produção de bisavós e avós no Estado de Minas Gerais para atender a demanda do mercado brasileiro, além de outros países da América Latina. Com o incubatório construído no município de Prata, na região do Triângulo Mineiro, e a ampliação das granjas na mesma região, os investimentos chegam a R$ 70 milhões, sendo R$ 50 milhões na unidade do incubatório e R$ 20 milhões na ampliação da granja, anunciou o médico veterinário e diretor Geral da Cobb-Vantress para América Latina e Canadá, Bernardo Gallo.


A iniciativa faz parte de aportes que chegam próximos de R$ 160 milhões no país anunciados pela companhia no ano passado e que fazem parte da estratégia de expansão dos negócios da Cobb-Vantress no Brasil e em toda a América Latina, destaca o médico veterinário e diretor de Produção da Cobb-Vantress na América do Sul, Eduardo Costa. “Essa fase do projeto prevê a construção de um incubatório de ovos férteis com a finalidade de produzir aves matrizes de um dia para a produção de frango de corte, atendendo ao mercado nacional e exportações”, explica o executivo.

Gallo lembra que a empresa já vinha registrando crescimento orgânico nos últimos anos e viu uma aceleração da sua expansão de mercado desde o final de 2020, quando lançou o macho reprodutor mais eficiente do mercado. “Nosso crescimento na América do Sul, que já vinha em bom ritmo, aumentou bastante a partir da introdução do CobbMale. Com excelentes resultados em ganho de peso diário, conversão alimentar e rendimento de carcaça, esta ave teve uma aceitação acima das expectativas”, afirmou.

A iniciativa reflete o momento do setor, que tem visto crescimento das exportações brasileiras de carne de frango e de material genético avícola, de acordo com a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal).


Incubatório Em uma área de 16 hectares adquiridas na cidade de Prata, a companhia está construindo uma unidade de produção de pintos de um dia para atender a América Latina. Na mesma propriedade, a Cobb está construindo um centro de distribuição visando maior agilidade e biosseguridade no fornecimento de insumos para outras unidades da empresa no estado.

A medida deve ampliar a capacidade total de incubação da empresa na América Latina e com possibilidade de expansão. O objetivo é absorver a produção das granjas de Minas Gerais, que já estão em obras, para expandir a sua capacidade produtiva. A nova planta deve gerar mais de 50 empregos diretos na região, estima Costa. “Com este novo incubatório, localizado estrategicamente às margens da Rodovia Transbrasiliana (BR-153), que corta o país desde a fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai até Marabá, no Pará, vamos favorecer a logística para atender clientes ao longo do país”, salienta Costa.

Tecnologia de última geração As estimativas para o início da operação são para julho do ano que vem. A nova planta será uma unidade mais moderna, com incubadoras de última geração e sistema de automação. “É um incubatório com tecnologia de ponta e com capacidade para expandir no futuro. O projeto desse incubatório foi concebido de forma modular, onde é possível expandi-lo quando necessário”, disse Costa.

Biosseguridade, sustentabilidade e bem-estar animal Biosseguridade, sustentabilidade e bem-estar animal foram os conceitos primordiais que direcionaram esse projeto. Ele foi elaborado por uma extensa equipe multidisciplinar composta pelo corpo de especialistas da empresa nas áreas de meio ambiente, bem-estar animal, segurança ocupacional, serviços veterinários, engenharia, produção de granjas e incubatórios. “Nós não economizamos tempo nem energia nos estudos desse projeto. Exploramos toda a expertise do corpo técnico da Cobb e das empresas parceiras para garantir que todos os detalhes fossem considerados”, ressaltou o executivo.

Segundo ele, as incubadoras foram dimensionadas especialmente para o tamanho do negócio, por isso são menores, visando a qualidade do produto e o tamanho do lote. “Dimensionamos os nossos equipamentos de acordo com tamanho dos lotes, customizando de acordo com a realidade dos nossos clientes”.

Biossegurança A biossegurança foi palavra-chave deste projeto, a começar pela escolha da localização da planta, destacou Gallo. “Primeiro fizemos um estudo grande na região para certificar que não havia criação de aves ou suínos num raio de segurança. Os conceitos de biosseguridade foram considerados em todas as fases do projeto, desde o fluxo externo, com uma robusta estrutura para higienização e manutenção dos veículos de transporte de ovos, pintos, fluxo interno dos colaboradores, sistema de ventilação, rede de esgoto e destinação de resíduos”.


Incubatório em Números Área total construída: 4.153 m2 de produção, sem considerar a área de apoio externa

Tempo de estudo do detalhamento da planta: 12 meses

Investimentos: mais de R$ 50 milhões Atendimento: Brasil e países da América do Sul.

Ampliação de Granja A ampliação de uma Granja destinada a produção de ovos bisavós, que são, de fato, as bisavós, do frango de corte, faz parte destes investimentos anunciados pela Cobb. A iniciativa, que prevê a construção de dois núcleos de produção de aves bisavós, deve ampliar a capacidade de produção de avós da companhia, além de gerar cerca de 25 empregos diretos e vários outros indiretos, estima Costa.

Com o objetivo de expandir o fornecimento de avós para abastecer as granjas da Cobb no Brasil, na Colômbia, no Peru, na Argentina e outros países da América Latina, “cada núcleo vai contar com quatro galpões com sistema de ventilação tipo túnel conectados por um corredor sanitário que liga a área de vestiário e apoio aos galpões onde estão as aves sem contato com áreas externas, mitigando risco de contaminação dos plantéis”, encerrou Costa.

Sobre a Cobb-Vantress Líder global em genética avícola, a Cobb-Vantress é a empresa mais antiga deste setor com mais de 100 anos de mercado. Com sede em Siloam Springs, no estado de Arkansas, nos Estados Unidos, está presente em mais de 120 países e se consolidou como uma das principais fornecedoras de matrizes de frangos de corte e serviços técnicos para a avicultura. Para contribuir com o desafio de alimentar o mundo com uma fonte de proteína animal de qualidade, saudável e economicamente viável, a empresa promove investimentos robustos em pesquisas e tecnologias para fornecer genética de ponta e melhoramento contínuo. Para mais informações, acesse a nossa página www.cobb-vantress.com, ou as nossas redes sociais na América do Sul, como Facebook (www.facebook.com.br/cobbamericadosul), LinkedIn (www.linkedin.com/company/cobbamericadosul/) ou Instagram (www.instagram.com/cobbamericadosul).

Fonte: Assessoria de Imprensa: Márcia Midori (19) 99712.3224 E-mail: agronoticia@gmail.com Skype: mmidorimoraes







62 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page