top of page
banner avimig interno.jpg

NOTÍCIAS

Ministro da Agricultura destaca oportunidades com a realização das reuniões do G20

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, destacou, nesta quarta-feira (17), a importância e os benefícios de Cuiabá (MT) estar entra as cidades que irão sediar as reuniões técnicas e ministeriais do G20, que ocorre neste ano no Brasil, durante a presidência pro tempore do país. A capital mato-grossense irá receber os encontros do Grupo de Trabalho da Agricultura, que tem o objetivo de promover a cooperação internacional para tratar de questões essenciais para a agricultura mundial, como a segurança alimentar, a agricultura sustentável, inovação tecnológica e adaptação às mudanças climáticas.


“Se Mato Grosso fosse um país, seria o terceiro maior produtor de soja do mundo. Conversei com o presidente Lula e ele nos autorizou a fazer o encontro em Cuiabá com os ministros da Agricultura do G20, para debater os avanços da agropecuária mundial. Será um grande evento para mostrar a força da nossa agropecuária”, destacou o ministro Fávaro em entrevista para Rádio Vila Real.


A cidade de Cuiabá (MT), na região Centro-Oeste, foi uma das escolhidas para receber o GT da Agricultura por ter um papel vital na dinâmica econômica do Brasil. O estado de Mato Grosso é o epicentro da produção brasileira de soja, milho, algodão e responsável pelo maior rebanho bovino do país. A entrada da cidade reflete o compromisso governo brasileiro em ampliar o alcance dos debates.


O ministro Carlos Fávaro também destacou que o encontro com os representantes da agropecuária das principais economias do mundo irá trazer oportunidades econômicas para o país. “Vem os ministros, as delegações e os países convidados a participar das reuniões. Isso vai fortalecer nossa relação comercial e gerar oportunidades. O resultado disso é negócio acontecendo, o que gera emprego pra nossa economia”, pontuou.


O GT de Agricultura é liderado pelos ministérios da Agricultura e Pecuária (Mapa), Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), Pesca e Aquicultura (MPA), Relações Exteriores (MRE) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).


A primeira reunião do GT acontece por videoconferência no dia 19 de fevereiro. Os encontros presenciais ocorrerão nos dias 29 e 30 de abril, no MDA em Brasília (DF); 15 a 17 de maio, na Embrapa em Brasília (DF); 11 e 12 de junho, no MPA em Recife (PE); e 10 a 13 de setembro, em Cuiabá (MT). Por fim, haverá o encontro do GT na Cúpula dos Chefes de Estado e de Governo, no Rio de Janeiro (RJ).


G20

O Brasil assumiu no dia 1º de dezembro a Presidência temporária do G20. O grupo reúne as 19 principais economias do mundo, a União Europeia e, a partir deste ano, também a União Africana. O mandato tem duração de um ano e se encerrará em 30 de novembro de 2024. É a primeira vez que o país ocupa essa posição na história do grupo no formato atual.


Ao longo do mandato, o Brasil organizará mais de 100 reuniões de grupos de trabalho, que serão realizadas tanto virtual quanto presencialmente, e cerca de 20 reuniões ministeriais, culminando com a Cúpula de Chefes de Governo e Estado que será realizada no Rio de Janeiro, entre os dias 18 e 19 de novembro de 2024.



Fonte: Ministério da Agricultura

3 visualizações0 comentário
bottom of page