top of page
banner avimig interno.jpg

NOTÍCIAS

IMA fará exames PCR para IA com equipamento doado pela Avimig


Como medida de enfrentamento à gripe aviária no estado, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), está se preparando para realizar, no Laboratório de Saúde Animal (LSA) da instituição, em Belo Horizonte, os diagnósticos da influenza aviária (IA) e da Doença de Newcastle, já que essa também afeta os plantéis de aves. Para isso, a Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig) formalizou um Termo de Cooperação Técnica com o IMA e doou ao instituto um equipamento de PCR em tempo real para auxiliar na prevenção e na vigilância da influenza aviária.

“A Avimig e o Sinpamig sempre acompanharam com muita firmeza e atenção a atuação do vírus da Influenza Aviária (IA) pelo mundo. Por meio das aves migratórias, a doença chegou ao Brasil - mas não atingiu granjas comerciais, o que ainda nos deixa como livres da IA, segundo a Organização mundial de Saúde Animal (Omsa). Em parceria com o Mapa e Seapa/IMA, as entidades públicas e privadas da avicultura mineira vêm fazendo a gestão do Plano de Contingenciamento para a Contenção da Gripe Aviária em Minas Gerais, já que a doença foi detectada em apenas um caso de baixa patogenicidade, em ave migratória em Minas. Antes mesmo da doença chegar a Minas, já nos preocupávamos com isso. Então, fazendo valer o Termo de Cooperação Técnica assinado em 16-05-2017, Avimig e Sinpamig fizeram a doação de um equipamento de PCR ao Laboratório do IMA, visando contribuir para a identificação do vírus da IA e de outras enfermidades com rapidez”, revelou o presidente do Conselho Diretor da Avimig, Antônio Carlos Vasconcelos Costa.

O equipamento foi entregue em 2018, após treinamento conjunto dos envolvidos sobre os testes para IA realizados no Laboratório Federal de Defesa Agropecuária (LFDA), em Pedro Leopoldo. “Considero que, desta forma, o setor privado deu a sua contribuição para agilizar as ações necessárias para análises laboratoriais do setor público oficial, que é responsável pelo monitoramento e aplicação das leis vigentes quanto à defesa sanitária em Minas Gerias. É a Avimig e o Sinpamig contribuindo para a qualidade do monitoramento das aves em Minas Gerais, por meio da doação do equipamento de PCR”, afirmou ele.

Técnica de PCR

A técnica utilizada para esses diagnósticos é chamada de PCR em tempo real. PCR é a sigla, em inglês, para Polymerase Chain Reaction, que significa Reação em Cadeia da Polimerase. É uma metodologia laboratorial utilizada para amplificar e produzir cópias de segmentos específicos do DNA. O método permite a detecção e a quantificação do RNA dos vírus em amostras coletadas de aves infectadas. RNA é a sigla para Ácido Ribonucleico (em inglês, Ribonucleic Acid), uma molécula essencial para a vida, que desempenha várias funções cruciais nos organismos e é fundamental para a transmissão e expressão da informação genética.

No Brasil, o Laboratório Federal de Defesa Agropecuária, localizado em Campinas, no interior de São Paulo, é referência para o diagnóstico da influenza aviária e da Doença de Newcastle utilizando essa técnica. Atualmente, as amostras mineiras são encaminhadas à cidade paulista.

Para a correta operação da PCR em tempo real, o prédio do Laboratório de Saúde Animal passou por reformas entre 2019 e 2020. Atualmente, o diagnóstico está em fase de implementação, por servidores que receberam treinamento em Campinas. No entanto, para que os exames tenham validade oficial, é necessário que o laboratório do IMA seja acreditado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e, em seguida, credenciado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) nesse diagnóstico.

O fiscal agropecuário e chefe do Laboratório de Saúde Animal, Guilherme Canhestro de Faria, explicou que o trabalho atual consiste em verificar o funcionamento do equipamento, dos kits e insumos adquiridos pelo IMA para a realização do teste. "Faltam ainda alguns detalhes para que o sistema de gestão da qualidade do laboratório esteja preparado para a auditoria do Inmetro nesse escopo de acreditação, que acontecerá no início do próximo ano. No entanto, os resultados que obtivermos entre agosto e dezembro já servirão para fortalecer a vigilância ativa da doença e subsidiar as ações da defesa sanitária animal em Minas", destaca.

A previsão é que a próxima auditoria do Inmetro nos laboratórios do IMA ocorra no início de 2024. Essas avaliações acontecem, pelo menos, a cada dois anos nos laboratórios acreditados. Além disso, está sendo estudada a possibilidade de implementação e acreditação do diagnóstico da raiva por PCR até 2026, em substituição à técnica utilizada hoje, que consiste na inoculação em camundongos.

Laboratório de Saúde Animal

O Laboratório de Saúde Animal está localizado no bairro Floresta, em Belo Horizonte, e é credenciado pelo Mapa para o diagnóstico de raiva, brucelose, anemia infecciosa equina, peste suína clássica, síndrome reprodutiva e respiratória suína, Doença de Aujeszky, sarna e leptospirose. Além de atender às demandas do próprio IMA, o laboratório presta ainda assistência, por meio de acordos de cooperação técnica, à Cidasc e à Adagri, órgãos de defesa sanitária de Santa Catarina e do Ceará, respectivamente, e à iniciativa privada.


Assessorias de imprensa: IMA e Avimig



9 visualizações0 comentário
bottom of page