banner avimig interno.jpg

NOTÍCIAS

Francisco Turra defende trigo, cevada e triticale na ração das aves

Fórum Nacional do Trigo



Para manter o que chama de “caminho irreversível”, como o maior exportador mundial de carne de frango e um dos cinco maiores de carne suína, o presidente do Conselho Consultivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), ex-ministro Francisco Turra, ressaltou a importância de cereais como trigo, cevada e triticale para a cadeia produtiva. Ele falou durante a realização do Fórum Nacional do Milho 2021, evento que aconteceu, em julho, no formato online. Segundo o ex-ministro, o consumidor já sentiu no bolso o alto custo de produção e as sucessivas quebras do milho, com os preços das carnes de aves e suínos lá em cima.

Ele ressaltou que, mesmo com a diminuição nos resultados de estados como o Rio Grande do Sul, o Brasil foi o único país a crescer na produção e exportação de proteína animal, no mundo, durante a pandemia. “O crescimento no Centro-Oeste mostra que o custo de produção, na região Sul, está encarecendo. Estamos perdendo espaço e competitividade. Os cereais de inverno surgem como grande alternativa,” destacou ele. De acordo com o presidente do conselho da ABPA, a meta é ambiciosa: “Queremos dobrar a produção de cereais de inverno, chegando a 5 milhões de hectares plantados nos próximos 10 anos.”

Para isso, Francisco Turra garantiu o apoio total e irrestrito da indústria, que busca cooperativas e produtores para assumir o compromisso de compra futura dos grãos. “Queremos excedentes de qualidade para a alimentação animal. Produza o melhor trigo que ele será utilizado para alimentação humana. Se não for na panificação, será nas carnes de aves e suínos. Como um apaixonado pelo agro, espero que o trigo, a cevada e o triticale ganhem notoriedade,” ressaltou o ex-ministro, destacando as múltiplas capacidades dos grãos de inverno.

Francisco Turra falou, também, sobre o trabalho de incentivo ao cultivo de cereais de inverno realizado, desde o primeiro semestre deste ano, entre Embrapa Trigo, realizadora do Fórum, ABPA e Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul). Estudos da unidade de pesquisa científica de Passo Fundo (RS), validados pela Embrapa Suínos e Aves, de Concórdia (SC), mostraram equivalência nutricional, em alguns casos, de até 100% para trigo, cevada e triticale, na substituição ao milho, na ração de aves e suínos, o que representa 65% da composição.

Fonte: ABPA






11 visualizações0 comentário