top of page
banner avimig interno.jpg

NOTÍCIAS

Evonik defende estratégia nutricional para reduzir efeitos do calor em matrizes pesadas e aves poedeiras


Especialista destaca suplementação com carbonato de potássio hidratado (47%) para reduzir perdas provocadas pelo calor


Margens apertadas, custo de produção, relação entre oferta e demanda e escassez de mão de obra são desafios históricos e que fazem parte do dia a dia da avicultura. Se não bastasse, enfrentamos em 2023 o ano mais quente da história, de acordo com pesquisadores do Serviço de Mudanças Climáticas Copernicus (C3S), da União Europeia. Este quadro tem forte impacto na agropecuária em geral e na produção de proteína animal em especial, levando a quedas de desempenho severas dos animais e até a mortalidade em casos extremos.


Na produção de matrizes pesadas e aves poedeiras, além da ambiência, uma boa estratégia nutricional pode contribuir para reduzir o impacto do calor no desempenho das aves e nos resultados financeiros de empresas avícolas. O médico veterinário mestre em nutrição animal e gerente de Vendas da Evonik, Rogério Ott, defende o uso de carbonato de potássio como um aliado estratégico neste momento. “Uma dieta com níveis adequados de potássio ajuda a aliviar o estresse provocado pelo calor. Isso vai levar a uma redução de perdas de desempenho, de mortalidade e ainda vai ajudar a manter o equilíbrio eletrolítico dos animais”, salientou o especialista.


Ele destaca que em situações de estresse por calor, as aves ficam ofegantes perdendo gás carbônico. “Este quadro leva o organismo do animal a buscar cálcio nos ossos, eliminando também o potássio e isso provoca um quadro mais grave, iniciando com uma perda de desempenho, levando até a mortalidade em casos mais severos. Então, podemos dizer que o potássio é o mineral intracelular mais abundante e é importante porque todo o equilíbrio ácido básico depende de sódio e potássio para se regular”, diz Ott.


Genética das aves modernas têm requerimento maior de potássioDe acordo com ele, a evolução genética das aves levou a um aumento no requerimento de potássio no período de pico de produção. Somando a isso, temos um cenário de formulação de dietas com inclusão reduzida de farelo de soja, gerando uma deficiência de potássio. “Por isso é importante suplementar a dieta com carbonato de potássio K-pron para evitar casos de morte súbita ou prolapsos. Com potássio em níveis adequados na fase de pico de produção, teremos uma menor incidência de problemas no campo”.


Suplementação de potássio em dietas de avesOtt defende que é possível suprir a carência de potássio de forma fácil e econômica com uso de um suplemento com alto nível de pureza. O K-pron é um carbonato de potássio hidratado (47%) que contribui para atingir a quantidade necessária de potássio na ração. “Suplementar a dieta com potássio é uma necessidade das aves. Contudo, é importante que os nutricionistas estejam atentos à qualidade deste suplemento. Uma fonte de potássio menos higroscópica, por exemplo, é importante porque ela absorve menor quantidade de água, o que facilita o manejo na fábrica de rações. Desta maneira, ele fica mais fácil de dosar na ração”, encerra.


Sobre a Evonik

A Evonik é uma das líderes mundiais em especialidades químicas. A empresa com sede na Alemanha atua em mais de 100 países no mundo inteiro. A Evonik vai muito além da química para criar soluções inovadoras, lucrativas e sustentáveis para seus clientes. Cerca de 33.000 colaboradores trabalham juntos em prol de um objetivo comum: melhorar a vida das pessoas hoje e no futuro. 

Outras informações sobre a empresa podem ser encontradas através do endereço www.evonik.com.br, ou na página da empresa no Instagram (@EVONIK_AN_BRASIL).


Fonte: Assessoria de Imprensa:


Márcia Midori


(19) 9 9712.3224



Foto divulgação Evonik : Rogério Ott



3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page